Archive for julho, 2010

O Núcleo de Intervenção Audiovisual Íris é um coletivo de atuação cultural, voltado à exibição de produtos audiovisuais, como filmes e vídeo art. É constituído por pessoas de diversas regiões de São Paulo, que se identificam com a linguagem do audiovisual e se disponibilizam a compartilhar suas experiências, através da programação e da exibição desses produtos para um público diversificado.

É resultante de um projeto de continuidade da Oficina de Exibição e Programação Audiovisual do Ponto de Cultura Kinoforum,

Em nossa primeira exibição, no CICAS (Centro Independente de Cultura Alternativa e Social), dia 20 de julho, pudemos constatar que é uma atividade muito recompensadora e gratificante. Ela trás experiências e aprendizado, além de um convívio, por mais breve que seja, com uma parcela da população discriminada e quase totalmente esquecida.  É bom saber que algo que você se dispõe a fazer sem nenhuma recompensa material, faz diferença e estimula as pessoas a quererem ser melhores e aplicar isso em sua comunidade. Nosso incentivo vai além das telas, desejamos que nossas exibições sejam de fato estimuladoras de uma consciência melhor e abrasiva. Por isso, acreditamos nesse tipo de atividade e agradecemos a participação significativa das coordenadoras do projeto, Vânia Silva e Vanessa Reis.

 Texto escrito por Raquel Poiano, do Grupo Íris

 

No dia 22 de Junho de 2010, ás 14h00, aconteceu a primeira exibição de alunos da Oficina de Exibição e Programação do Ponto de Cultura Kinoforum.

O grupo Vento Oeste exibiu os curtas – metragens: Modernidade, De Velha Basta Eu, Sete Vidas e Dói mas passa no Lar de Idosos Vivência Feliz.  (www.vivenciafeliz.org.br)

 

 

Despertar

Sair da rotina

Trocar real pelo imaginário

Através da inlucidez

Chegar ao translúcido refletido na tela

Pareciam estar contidas em seu mundo

Parecia impossível penetrá –los

Mas foi o suficiente

“Uma grande tela

Como aquelas  de cinema a de quando era uma menina” (Disse Maria)

Parecia que  nada entendiam

Dentro do seu mundo solitário

Mas foi preciso apenas um olhar,

Um abraço , um sorriso

Para entender

Que a lucidez esta nos olhos de quem vê

 Basta um pouco de carinho atenção para alcançar o inatingível

Quando você resolve  quebrar a rotina , mudar todas atividades do dia a dia. Logo penso aí vem arti. É uma arte de brincar na linha do imaginário provocar reações, rir, abraçar, sentir as pessoas e se refletir sobre seus sentimentos.  Instigar todos esses sentidos devirá ser um ato comum, e aí ao final de tudo  vem o comentário perfeito:

O bolo estava bom mas… cadê a coxinha, o que eu mas  gostei foi do gato

Que gato (interrogação)

O gato do filme… oras da próxima vez você traz o rei!!!!!!!!!!

Texto escrito pelas integrantes do projeto:   Andressa Arena e  Aline Lozon